junho 14, 2021

Torrar café. Como e porquê?

Torrar café. Como e porquê?

O processo de torrar o café é a fase em que o grão é transformado e apropriado para ser consumido. Cada café tem as suas características, fazendo de cada torra, uma torra única. O processo de torra é uma arte que envolve técnica, conhecimento e experiência, requer precisão por parte do torrador a operar a máquina, para que tudo aconteça no momento certo.

Como é torrado?

Normalmente o café de especialidade é torrado em pequenas quantidades por um torrador experiente e é na torra que se consegue evidenciar as melhores características do café. Antes de começar a torra, é importante saber o peso em grão verde, a percentagem de humidade e a densidade do grão, tudo isto é necessário para o plano de torra. Normalmente o café é torrado a gás (existe também método elétrico) e à medida que é torrado, começam a desenvolver as propriedades do grão.

O período de tempo de cada torra varia entre, aproximadamente, sete a quinze minutos, conforme o grau de torra que o torrador procura obter.

Porque é que torramos o café?

O grão de café verde não tem aspeto nem gosto agradável, sendo duas das razões para que é importante passar pelo processo de torrefação. Quando torramos o café, os açucares contidos no grão caramelizam, daí nos oferecer a cor acastanhada que conhecemos.

Os cafés de marcas comerciais, são excessivamente torrados, com a intenção de esconder e camuflar os defeitos, devido à sua fraca qualidade. Por esta razão que o açúcar sempre foi parceiro na chávena de café de muitas pessoas. Pelo contrário, o café de especialidade apresenta vários perfis de torra, e raramente é excessivamente torrado, porque o objetivo não é esconder nem camuflar nada, pelo contrário, o objetivo passa por evidenciar as suas qualidades e aromas.

Respondendo à pergunta, o café é torrado para que possamos desfrutar da maravilhosa bebida que nos delicia todos os dias.

Deixe um comentário